Buscar
  • Ronaldo Fernandes

Execução provisória na Justiça do Trabalho

É de suma importância que o advogado analise a solvência do devedor trabalhista, bem como, o lapso temporal para o transito em julgado diante do recurso da outra parte.


Pois, nada vale uma sentença favorável, e por insuficiência de bens do devedor, não permite ao credor satisfazer o direito judicialmente reconhecido.


Portanto a execução provisória prevista no art. 876 da CLT, como forma de resguardar um futuro direito, mostra-se um importante instrumento de garantia.


#execuçãoprovisória #justiçadotrabalho

0 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo